Elementos da Banda de Música

Na Corrida de Toiros é obrigatória a atuação de uma banda de música que atua antes do espetáculo, durante as cortesias e sempre que o diretor de corrida o determine.

As bandas filarmónicas constituem grupos organizados, grande parte delas com muitas décadas de existência. Veja-se, a título de exemplo, a Banda do Ateneu Artístico Vilafranquense, que durante 129 anos atuou ininterruptamente na Praça de Toiros Palha Blanco em Vila Franca de Xira, ou a Banda da Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense, vulgarmente conhecida como Banda do Samouco, atual banda residente da Praça de Toiros do Campo Pequeno, que comemorou o seu 100.º Aniversário no dia 1 de dezembro de 2019.

As bandas filarmónicas transportam em si e nos seus elementos o peso da sua história e da sua localidade e têm nas Corridas de Toiros um palco por excelência para as suas apresentações – embora o reportório utilizado seja apenas os passodobles – o que lhes permite também angariar fundos indispensáveis à sua sobrevivência e à sobrevivência do ensino musical que promovem, sobretudo entre os jovens.

No limite, para alguns jovens aficionados, a participação numa banda filarmónica manifesta-se, curiosamente, como uma forma de assistir gratuitamente aos espetáculos tauromáquicos do qual são bastante apreciadores e, amiúde, muito entendidos.